Home Portal Notícias MP dos Portos vai a voto em sessão extraordinária na segunda; Líder mobiliza bancada

MP dos Portos vai a voto em sessão extraordinária na segunda; Líder mobiliza bancada

4 min read
0

GUIMARAESManchete
O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), convocou para a próxima segunda-feira (13), às 18h, uma sessão extraordinária para tentar votar a medida provisória (595/2103), conhecida como MP dos Portos. A convocação atendeu sugestão feita pelo líder do PT na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), que após o encerramento da sessão na quarta-feira (8) lamentou as manobras regimentais que impediram a apreciação do texto em Plenário.

“Não podemos deixar de votar essa matéria que é importante para o país”, afirmou Guimarães. Segundo o líder do PT, qualquer vacilo da Câmara porá em risco o que é central da MP, que é modernizar a estrutura portuária brasileira.

O líder do PT disse que a estratégia é fazer o debate de mérito, expor o que é fundamental no conteúdo da MP e mobilizar a bancada do PT. Segundo Guimarães, a emenda aglutinativa apresentada pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), não é aceita pelo governo porque “desfigura a espinha dorsal desse marco regulatório”. Guimarães enfatizou novamente que depois de intensas negociações e votação do relatório na comissão, propor mudanças de última hora não é o melhor caminho. “Por isso o PT foi contra a emenda aglutinativa e pediu para votar a matéria”, disse.

Ainda segundo o líder, “engana-se quem acha que o PT ficou satisfeito com o encerramento da sessão, pelo contrário, o partido encaminhou para a votação porque sabe que o melhor caminho era ter votado a matéria, para o bem do Brasil”.

O deputado acredita que mesmo com o cronograma apertado, seja possível votar a e aprovar a MP no Congresso antes de perder a validade. “Vamos trabalhar para isso”, disse. O prazo final da tramitação da MP é no dia 16 de maio.

Após a cerimônia de posse Guilherme Afif Domingos como ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, nesta quinta-feira, a presidenta Dilma Rousseff disse que há “interesses consolidados” na questão dos portos.

“Diante desses interesses consolidados o novo, às vezes, atemoriza excessivamente”, declarou. “Meu apelo é que o Congresso Nacional faça um esforço no tempo que resta para aprovar essa que é uma das medidas estratégicas para o país”, disse Dilma.

Jonas Tolocka

Leia mais: Líder defende força tarefa para garantir modernização dos portos e lamenta manobra que impediu votação de MP

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Alexandre Padilha diz que apesar de desmonte do governo Bolsonaro, Brasil está preparado para enfrentar coronavírus

A Organização Mundial da Saúde (OMS) elevou, na tarde de ontem (27), o nível de risco mund…