Home Portal Notícias Trabalhadores do País conquistam cidadania com avanços históricos

Trabalhadores do País conquistam cidadania com avanços históricos

8 min read
0
No 1º de maio, as trabalhadoras e os trabalhadores brasileiros comemoraram  as conquistas obtidas nos 10 anos de governo do PT. Entre os avanços registrados nos oito anos de governo Lula e nos pouco mais de dois anos de governo da presidenta Dilma, destaca-se a melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores brasileiros  a partir da política implantada de valorização do salário mínimo.
 
Segundo dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) com o atual valor de R$ 678,00, o salário mínimo acumula um ganho real desde 2002 de 70,49%. O reajuste nominal foi de 239%, pois em abril de 2002 era R$ 200 e em abril de 2013 vale R$ 678. Além disso, foram gerados quase 19 milhões de empregos com carteira assinada e o desemprego no País, em março de 2013, foi o menor registrado em 11 anos, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
 
Para os parlamentares da Bancada do PT na Câmara, o país hoje vive um dos períodos mais importantes de sua história, com crescimento social e econômico e distribuição de renda e, por isso, os trabalhadores e trabalhadoras têm muito  o que comemorar.
 
O líder do PT, deputado José Guimarães (CE), citou dois avanços “históricos” obtidos pelos trabalhadores.  “O primeiro deles foi a adoção de uma política permanente de reajuste do salário mínimo. O outro, o reconhecimento pelo Congresso Nacional  das centrais sindicais como entidades de representação geral dos trabalhadores. Essas são duas bandeiras  importantes consolidadas”.  Além disso, acrescentou o líder petista, “a classe trabalhadora pode comemorar o fim da inflação, conquista dos governos do PT e que beneficia todos os trabalhadores e trabalhadoras do nosso país”.
 
José Guimarães disse ainda que há lutas a serem vencidas pelos trabalhadores. Entre elas, citou a aprovação da redução da jornada de trabalho sem redução de salário e o fim da precarização das relações de trabalho. “E os trabalhadores terão todo o nosso apoio para mais estas conquistas no Congresso Nacional”, frisou o líder Guimarães. 
 
Para a deputada Benedita da Silva (PT-RJ), os trabalhadores e trabalhadoras puderam  comemorar  recentemente a aprovação, pelo Congresso, e a sanção, pela presidenta Dilma,  da proposta que iguala os direitos dos trabalhadores domésticos aos dos demais trabalhadores. “São sete milhões de pessoas beneficiadas e isso é uma grande vitória”. A parlamentar petista lembrou ainda que nos 10 anos de governo do PT o Brasil registrou o menor índice de desemprego do país. “Os governos Lula e Dilma deram empregabilidade para a população”, disse Benedita da Silva.
 
O deputado Vicentinho (PT-SP) reforçou que o fortalecimento de um projeto de governo comprometido com  a melhoria da condição de vida do povo pobre do país é o grande avanço para a milhões de trabalhadores . “Um governo que está acabando com a fome, ajudando a mais de 40 milhões de pessoas a saírem da miséria; que colocou mais de 1,3 milhão de jovens pobres, negros e indígenas na universidade; que reduziu a energia elétrica…, este é um governo que ajudou positivamente o povo trabalhador. Nestes 10 anos de governo do PT verificamos que há estabilidade”, disse o petista.
 
No entanto, o deputado Vicentinho ressaltou que a data de 1º de maio, Dia do Trabalhador, também é momento de reforçar a luta por outros avanços. “Há o que comemorar, mas  a luta continua porque não podemos abrir mão do direito da luta. Precisamos aprovar a redução da jornada de trabalho, o fim do fator previdenciário e a reforma agrária, questões fundamentais para o desenvolvimento e o crescimento do país”, enfatizou o petista. 
 
O deputado Vicentinho é o relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC 231/95), que reduz a jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais. A PEC já foi aprovada em comissão especial e está pronta para apreciação no plenário.  “Não conseguimos ainda levar a plenário porque há obstáculos,  sobretudo,  de deputados que embora sejam eleitos pelos trabalhadores, estão no Congresso atuando em defesa dos patrões”, finalizou o parlamentar petista.
 
Gizele Benitz 
Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Nota do PT: General da Saúde compromete Forças Armadas com crimes de Bolsonaro contra a população

NOTA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES GENERAL DA SAÚDE COMPROMETE FORÇAS ARMADAS COM CRIMES DE…