Home Portal Notícias IBGE aponta mais trabalhadores com carteira assinada nos últimos dez anos

IBGE aponta mais trabalhadores com carteira assinada nos últimos dez anos

3 min read
0

carteirasdetrabalho

Ao longo dos últimos dez anos, houve aumento de 10,5 pontos percentuais entre os empregados com carteira assinada no setor privado que, em 2003, somavam 71,9% e passaram para 82,4% em 2012. De 2003 a 2012, o rendimento dos empregados com carteira teve ganho de 14,7%. Os dados fazem parte de um estudo especial para o Dia do Trabalhador, 1º de Maio, divulgado nesta terça-feira (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre a evolução dos empregos formais no País.

Ainda segundo o estudo, o rendimento médio real habitualmente recebido pela população ocupada com carteira assinada no setor privado cresceu 14,7% de 2003 a 2012, passando de R$ 1.433,01 para R$ 1.643,30. No mesmo período, o rendimento da população ocupada total cresceu 27,2% (de R$ 1.409,84 para R$ 1.793,69).

Em relação aos trabalhadores domésticos, a proporção de pessoas com carteira assinada passou de 35,3% (494 mil pessoas) em 2003 para 39,3% em 2012 (599 mil pessoas), representando um aumento de 21,2% (105 mil pessoas) no número de trabalhadores domésticos com carteira.

O estudo aponta também que houve avanço na participação de mulheres e pretos e pardos dentre os trabalhadores com carteira. Em 2003, dos ocupados de cor branca, 41,2% tinham carteira assinada, ao passo que, entre os ocupados de cor preta ou parda, essa proporção era de 37,7% – diferença de 3,5 pontos percentuais. Já em 2012, essa diferença passou a ser de 0,2  ponto percentual (49,4% para brancos e 49,2% para pretos ou pardos 49,2%).

Segundo a pesquisa, houve expressivo crescimento da participação da mulher na condição de empregada com carteira de trabalho no setor privado, pois, enquanto na população ocupada a participação feminina aumentou 2,6 pontos percentuais (de 43,0% em 2003 para 45,6% 2012), a população ocupada feminina com carteira de trabalho assinada no setor privado cresceu 9,8 pontos percentuais (de 34,7% em 2003 para 44,5% em 2012).

Outros dados – Também foi revelado pelo estudo que a participação de trabalhadores com carteira cresceu mais no comércio e na construção, 68,7% dos empregados com carteira possuem 11 anos ou mais de estudo.

Gizele Benitz

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Câmara aprova urgência para projeto sobre crimes contra o Estado e para cartão online de vacinação

A Câmara aprovou nesta terça-feira (20), por 386 votos a 57, o requerimento de urgência pa…