Home Portal Notícias Grupo de deputados nordestinos vai atuar para desenvolvimento da região

Grupo de deputados nordestinos vai atuar para desenvolvimento da região

5 min read
0
PEugenio
Foto: Gustavo Bezerra
 
O deputado Pedro Eugênio (PT-PE), que coordena a Bancada do Nordeste, constituiu  um  Grupo de Trabalho  (GT)  formado por  20  parlamentares  nordestinos  para  tratar  junto  ao  governo  federal  de  questões  ligadas  à  seca  e  à reestruturação  de  órgãos  federais que atuam na região. Dentre esse órgãos destacam-se o Departamento Nacional de Obras Contra às Secas (DNOCS), a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) e a Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).  
 
“Nossa intenção é contribuir com o governo na construção de políticas públicas que visem o desenvolvimento da região”, explicou Pedro  Eugênio.  Segundo ele, o GT  deve se reunir em breve com a ministra da Casa Civil,  Gleisi Hoffman,  para apresentar as sugestões. 
 
Para Fátima Bezerra (PT- RN), que integra o Grupo, o principal desafio do GT é trabalhar pelo desenvolvimento regional.  “O Nordeste precisa crescer, se inserir cada vez mais nesse projeto nacional de geração de emprego, com distribuição de renda, inclusão social e educação de qualidade”, afirmou.  As políticas públicas de combate à seca também devem ser intensificadas, na avaliação da petista. “É inaceitável que o Estado brasileiro ainda não tenha tido capacidade de dar uma resposta a um problema tão antigo como a seca”, ponderou a deputada. A esperança, segundo Fátima, é “termos uma nova estrutura de convivência com a seca, um novo modelo a ser proposto pela Embrapa- por determinação da presidenta Dilma- que evite a humilhação dos nordestinos na época da estiagem. Esse será um dos maiores legados deixados pelo governo do PT”, avaliou.   
 
Na opinião do deputado Amauri Teixeira (PT-BA), além de colaborar com a formatação de políticas públicas – a curto, médio e longo prazos – para o semiárido, o Grupo de Trabalho, do qual ele faz parte, pretende “interagir” com a Casa Civil “para discutir não só ações emergenciais, mas também o desenvolvimento da produção agrícola e pecuária, o papel do DNOCs, da Codevasf e da Sudene – sucateadas no governo FHC – e um novo modelo de convivência para os efeitos da seca a ser apresentado pela Embrapa”.
 
Comissão Geral– O processo de reestruturação do DNOCS será debatido no dia 8 de maio, no plenário da Câmara, em comissão geral.  A expectativa é de que o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra participe da comissão e anuncie a proposta para o órgão.
 
Ivana Figueiredo.
Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Câmara aprova R$ 1,9 bi para produção de vacina contra Covid-19; PT defende imunização geral da população

Com o voto favorável da Bancada do PT, a Câmara aprovou nesta quarta-feira (2) a medida pr…