Home Portal Notícias Ministérios divulgam nota sobre julgamento de líderes extrativistas no Pará

Ministérios divulgam nota sobre julgamento de líderes extrativistas no Pará

4 min read
0

justica

A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e o Ministério da Reforma Agrária divulgaram nota  nesta sexta-feira (5) sobre o julgamento dos líderes extrativistas José Claudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo da Silva, assassinados há dois anos no Pará. A nota “ considera grave que nenhum mandante tenha sido responsabilizado até o momento”.  O texto saúda a decisão imediata do Ministério Público de oferecer recurso diante da absolvição do acusado de ser o mandante do crime e considera justa a condenação dos executores.

Leia a íntegra:

NOTA PÚBLICA

O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e a Secretaria de Diretos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) consideram justa a condenação dos executores dos líderes extrativistas José Claudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo da Silva, assassinados há dois anos no Pará. Mas, ao mesmo tempo, consideram grave que nenhum mandante tenha sido responsabilizado até o momento.

Saudamos a decisão imediata do Ministério Público de oferecer recurso diante da absolvição do acusado de ser o mandante do crime. Estamos conscientes de que um crime dessa natureza costuma ser motivado por interesses que vão além das pessoas que, de forma vil, o executam. Por este motivo, acreditamos que a Justiça só será plena com a responsabilização igualmente firme, por parte do Poder Judiciário, dos autores intelectuais ou mandantes da execução.

O casal assassinado era assentado da reforma agrária, se dedicava à produção sustentável de castanha na reserva ambiental Praialta-Piranheira, rica em madeira de lei, e defendia a exploração sem destruição da mata.

A absolvição do mandante desse crime traz como conseqüência a sensação de impunidade no que se refere a homicídios de trabalhadores na zona rural. E, ainda, prejudica a luta de trabalhadores que defendem a geração de renda com preservação da floresta.

O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e a Secretaria de Diretos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) seguirão acompanhando os desdobramentos do caso.

Brasília, 5 de abril de 2013

 

Maria do Rosário Nunes, ministra de Estado-Chefe da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República

 

Pepe Vargas, ministro do Desenvolvimento Agrário

 

Ministérios com equipe PT na Câmara

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Entenda o que você vai perder se MP da Carteira Verde e Amarela for aprovada

As principais centrais sindicais brasileiras lançaram uma cartilha que explica todos os di…