Home Portal Deputados Benedita da Silva (RJ)

Benedita da Silva (RJ)

6 min read
0

BENEDITA DA SILVA (RJ)
Uma mulher de luta

Benedita da Silva construiu sua vida pública envolvida nas lutas em favor das comunidades empobrecidas do Rio de Janeiro, sua cidade natal. Moradora do morro Chapéu Mangueira durante cinquenta e sete anos, iniciou sua trajetória na Associação de Favelas do Estado do Rio de Janeiro. Foi voluntária e alfabetizava adultos e jovens, na favela do Chapéu Mangueira, pelo método Paulo Freire. Nunca deixou de estudar e aos 40 anos concluiu os cursos de Serviço Social e de Estudos Sociais. 

 Em 1979, filiou-se com entusiasmo, na criação do Partido dos trabalhadores, pois via nesse partido a oportunidade das mulheres, negras e pobres lutarem de forma organizada por direitos. Em 1982, já articulada com os movimentos de mulher, negro e comunitário, foi eleita à primeira vereadora do PT e também a primeira mulher negra a ocupar uma cadeira na Câmara de Vereadores da cidade do Rio de Janeiro.

A eleição para deputada federal em 1986 foi o reconhecimento do trabalho em defesa da mulher, da igualdade racial, da trabalhadora doméstica, das minorias, dos direitos humanos e das comunidades faveladas. Assumiu o mandato, que também era constituinte, com a determinação de incluir na nova Constituição democrática os direitos desses segmentos discriminados. Foi um luta árdua incluir os direitos das trabalhadoras domésticas e, muitos dos atuais direitos da mulher e também garantir o direito das mulheres presidiárias de permanecerem com os seus filhos durante a amamentação. Lutou pela igualdade racial, pela titulação das terras de quilombos, entre outras bandeiras. Foi suplente da Mesa Diretora da Câmara na Constituinte.

Benedita da Silva manteve a coerência em todos os mandatos e cargos que assumiu. Assim foi na condição de Vereadora, Deputada Federal, Senadora, Vice-governadora, Governadora, Ministra de Desenvolvimento Social do primeiro Governo de Lula, e Secretária estadual de Assistência Social e Direitos Humanos do Rio de Janeiro. Em 2002 quando governou o estado do Rio de Janeiro, numa decisão inédita, nomeou 20% de negros para o primeiro escalão. Implantou a lei cotas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Ao ser eleita novamente deputada federal, em 2010, foi escolhida para ser a relatora da Proposta de Emenda Constitucional que ampliou os direitos trabalhistas das trabalhadoras domésticas, uma categoria com cerca de sete milhões de pessoas. Foi uma oportunidade que a honrou, pois essa é uma luta que ela vem travando desde o início de sua vida política.

Do movimento comunitário do Chapéu Mangueira aos mandatos políticos que exerceu e continuou exercendo, passando pelo engajamento em defesa da igualdade racial, dos direitos da mulher e da inclusão social e de uma trajetória que reflete as lutas de todos aqueles que são excluídos, e lutam por uma sociedade socialmente mais justa e democrática.

Em 2018, Benedita da Silva, foi reeleita Deputada Federal pelo Rio de Janeiro, com 44.804 dos votos totalizados (0,58% dos votos válidos).

Benedita Souza da Silva Sampaio

Nascimento: 26/4/1942
Naturalidade: Rio de Janeiro, RJ
Profissões: Servidora Pública, Professora, Auxiliar de Enfermagem e Assistente Social
Gabinete: 330, Anexo 4, Telefone: 3215-5330, Fax: 3215-2330

twitt_peq https://twitter.com/dasilvabenedita
fb_peq https://www.facebook.com/blogdabenedita
internet http://beneditadasilva.com.br/

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Comitês de todo o Brasil preparam o mutirão Lula Livre

Neste sábado (25) e no domingo (26), os comitês Lula Livre espalhados pelo Brasil vão às r…