Home Portal Notícias Agricultura familiar e direitos de trabalhadores do campo são prioridades de deputados do PT

Agricultura familiar e direitos de trabalhadores do campo são prioridades de deputados do PT

6 min read
0

LuciChoinackiEntre as prioridades dos deputados do PT que tomaram posse para a 54ª legislatura (2011-2015) na Câmara dos Deputados está a defesa da agricultura familiar e da reforma agrária.

Temas como a transferência de conhecimento científico e tecnológico para o campo, estímulo à reforma agrária, a preservação dos direitos dos trabalhadores do campo, o fortalecimento da agricultura brasileira e a adequação da legislação ambiental às necessidades dos pequenos agricultores, são algumas das bandeiras que serão defendidas por deputados da bancada do PT ligados ao setor.

Para a deputada Luci Choinacki (PT-SC), que retorna à Câmara após exercer o cargo por três outros mandatos, o parlamento precisa defender o trabalhador do campo olhando para o futuro. “Temos que eliminar o preconceito que é dirigido aos agricultores, principalmente contra os jovens, que, em função disso, acabam saindo do campo com vergonha do ofício que têm. É necessário qualificar os jovens agricultores e levar acesso ao conhecimento e à tecnologia, como a banda larga, para o interior do país. Só assim poderemos diminuir o preconceito contra o trabalhador do campo e garantir os avanços necessários para os próximos 20 anos”, sugeriu.

O deputado Elvino Bohn Gass (PT-RS), que assume o primeiro mandato na Câmara, aposta na força dos trabalhadores para não só manter as conquistas obtidas no Governo Lula, mas avançar ainda mais. “Graças ao protagonismo dos trabalhadores da cidade e do campo e à ação do PT enquanto representante dessas forças, o país conseguiu eleger o primeiro presidente operário do país. Agora, com a presidenta Dilma, precisamos garantir a continuidade do progresso social experimentado nos últimos oito anos”, defendeu.

Para o deputado Josias Gomes (PT-BA), que retorna a Câmara dos Deputados após 4 anos, a grande tarefa do país é fortalecer a agricultura brasileira para garantir uma maior produção de alimentos. “Existe hoje no Brasil uma demanda crescente na produção de alimentos e o país dispõe de grandes áreas agricultáveis para suprir essa demanda. Meu mandato estará voltado para desobstruir os entraves burocráticos que impedem o crescimento da nossa agricultura”, afirmou.

Eleito pela terceira vez na Câmara, o deputado Assis Miguel do Couto (PT-PR), defende a votação de projetos que previnam o inchaço das grandes cidades, garantindo aos pequenos agricultores rurais condições dignas de sobrevivência no campo. “A Câmara precisa revisar o Código Florestal, para adequar a legislação às necessidades dos pequenos agricultores; necessita atualizar a Lei do Cooperativismo, garantir mais assistência técnica aos trabalhadores e criar uma legislação sanitária que possibilite aos agricultores vender seus produtos em todo território nacional”, explicou.

Já a reforma agrária e a defesa do meio-ambiente são preocupações do deputado estreante Marcon (PT-RS). “Tenho a expectativa de que o parlamento respeite os movimentos sociais. O meu mandato estará voltado para a defesa da reforma agrária e dos assentados e também o respeito ao meio ambiente, com ênfase na prevenção, não na punição”, disse. Marcon ressaltou que também irá atuar na preservação dos direitos dos trabalhadores garantidos pela constituição de 1988.

Heber Carvalho.

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Boletim 550 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 550 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia Direto de Curitiba &#…