Home Portal Notícias Plenário conclui capitalização da Petrobras

Plenário conclui capitalização da Petrobras

3 min read
0

24-11-ferro-D2O plenário da Câmara concluiu, nesta quarta-feira (3), com a apreciação dos destaques, a votação do PL 5941/09, do Executivo, que prevê a capitalização da Petrobras para que a empresa possa atuar como operadora exclusiva na camada ainda não licitada do pré-sal.

 

O líder da bancada do PT na Câmara, deputado Fernando Ferro (PE), afirmou que o projeto fortalece a Petrobras. “Vamos tirar das riquezas do pré-sal as bases para a retomada do crescimento e do desenvolvimento que o governo Lula faz hoje no País”, disse Fernando Ferro.

O líder do PT classificou a aprovação da matéria como “uma grande conquista”. “É motivo para valorizar a Petrobras, patrimônio do povo brasileiro, quinta empresa energética do mundo e que no governo Lula está tendo de fato o reconhecimento e a valorização que merece”, afirmou.

Fernando Ferro disse ainda que o próximo passo é concluir a votação do PL 5938/09, que trata do regime de partilha e redefine a distribuição dos royalties. O texto principal foi aprovado em dezembro, mas falta apreciar um destaque para concluir a votação. “Vamos encerrar a apreciação de todas as propostas que tratam do marco regulatório do pré-sal e definir regras para que o petróleo do pré-sal, descoberto graças à competência da Petrobras, transforme-se em riqueza de todo o povo brasileiro”, ressaltou.

O plenário já aprovou o PL 5939/09, que cria a Petro-Sal, estatal para gerenciar todos os contratos de exploração e produção de petróleo e de gás na área do pré-sal sob o novo modelo de partilha proposto pelo governo. Também já foi aprovado o PL 5941/09, que cria o fundo social com recursos do pré-sal e, agora, o PL 5941/09, que prevê a capitalização da Petrobras. As matérias serão apreciadas pelo Senado Federal.

Gizele Benitz

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Milhões de trabalhadores devem ir às ruas em defesa do serviço público de qualidade

Diante dos ataques que Jair Bolsonaro e seu ministro da Economia, o banqueiro Paulo Guedes…