Home Portal Notícias Novo marco regulatório garante soberania e justiça social, dizem petistas

Novo marco regulatório garante soberania e justiça social, dizem petistas

4 min read
0

O líder do PT na Câmara, Cândido Vaccarezza (SP) , considera o novo marco regulatório de exploração do pré-sal proposto ontem pelo governo um passo adiante no desenvolvimento econômico sustentável do País. “Com os recursos do pré-sal, o Brasil assume um novo patamar e garante a realização de desenvolvimento com justiça social”, ressaltou o parlamentar. Ele destacou a importância de criação do Fundo Social, que vai canalizar recursos para educação, cultura, ciência e tecnologia e meio ambiente.

Na opinião de Vaccarezza, o 31 de agosto é a afirmação da nacionalidade e da soberania brasileira, já que o Brasil alçará uma nova condição econômica. “O Brasil não vai exportar apenas óleo cru mas, sim, produtos com valor agregado, gerando empregos e renda em nosso País. Teremos um dos maiores parques petroquímicos do mundo”, disse.

O líder do Governo na Câmara, deputado Henrique Fontana (PT-RS) , afirmou que se empenhará para que sejam votados ainda este ano os quatro projetos relativos à exploração de petróleo na camada pré-sal. “O governo tem uma visão clara em relação a isso: precisa votar o quanto antes, pois essa é a maior prioridade em termos estratégicos e de interesse econômico do País”.

O deputado Devanir Ribeiro ((PT-SP) chamou a atenção para a necessidade de a população brasileira se mobilizar para garantir a aprovação das propostas enviadas ao Congresso. “O assunto é do interesse de toda a sociedade brasileira. Temos que recriar a campanha O Petróleo é Nosso”, ressaltou. Para o deputado Fernando Ferro (PT-PE) , o novo marco representa um divisor de águas na história do Brasil. “Teremos o antes e o depois do pré-sal. Não se trata apenas da descoberta de grandes recursos naturais, mas de uma excepcional oportunidade de promover o desenvolvimento econômico, social, ambiental e superar desigualdades regionais históricas, disse.

O deputado Luiz Alberto (PT-BA) afirmou que as propostas do governo consolidam a soberania nacional. “Tudo se norteia pela visão de que as riquezas naturais pertencem ao povo brasileiro. Caberá ao Congresso referendar a proposta, ou até melhorá-la. O importante é que estamos criando um novo marco, rompendo com um modelo antinacional deixado pelo PSDB e DEM, do governo FHC”.

O deputado Pedro Wilson (PT-GO) defendeu que os recursos do pré-sal sejam distribuídos entre todos os estados. Ele afirmou que é contra que só alguns Estados, por limites geodésicos de longitude e latitude, estejam vinculados a esse petróleo.

Paulo Paiva

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Lactantes pela Vacina: duas vidas salvas

Por Alexandre Padilha   No início do mês de maio soube pelas redes sociais do movimen…